ARBITRAGEM, O MEIO ALTERNATIVO NA SOLUÇÃO DE CONFLITOS

Nesse cenário, a Arbitragem como meio alternativo de solução de conflitos instituído
em 1996 tem crescido significativamente, em virtude de seus inegáveis benefícios.

gallery/camara arbitral-png-2
gallery/sub logo azul-png

CÂMARA DE MEDIAÇÃO E ARBITRAGEM NACIONAL E INTERNACIONAL-CAMANI

CÂMARA DE MEDIAÇÃO E ARBITRAGEM NACIONAL E INTERNACIONAL-CAMANI

RELAÇÃO DOS ÁRBITROS JURÍDICOS E MEDIADORES NOS ESTADOS BRASILEIROS

PARAÍBA
gallery/sub logo-png
gallery/nordeste-pb
gallery/voltar
PARAÍBA
gallery/2000px-bandeira_da_paraíba.svg
gallery/seta_baixo
gallery/seta_baixo

Conheça nossos Mediadores dos Centros de Atendimento da CAMANI em Pernambuco.

 

Pessoas capacitadas que executam como intermediárias entre duas partes distintas, que normalmente se opõem. Nossos mediadores tem o papel de intervir na comunicação entre as partes conflituantes, com o objetivo de chegar a um acordo ou conciliação.

 

Uma das principais características do mediador é a pacificidade, buscando focar as reuniões e conversas entre as partes conflituosas com organização e clareza.

Conheça nossos Árbitros Jurídicos dos Centros de Atendimento da CAMANI em Pernambuco.

 

A Lei de Arbitragem confere ao árbitro a qualidade de juiz de fato e de direito da controvérsia submetida a arbitragem.

 

Em compensação, impõe a ele requisito prévio à indicação – a independência – e deveres no curso da arbitragem – imparcialidade, competência, diligência e discrição – sem se mencionar a necessária manutenção da independência em relação às partes e à controvérsia, seja aquela aferida pela inexistência de conflitos ou, ainda, pelo que convencionamos denominar de desconforto ético.

 

Pode-se dizer, portanto, que a arbitragem encontra na Ética um de seus principais fundamentos. Mas, antes de mais nada, devemos examinar quem é o árbitro.  Estatui a Lei que ele é um juiz privado, o juiz de fato e de direito da controvérsia.  Por outro lado, deve o árbitro ser pessoa capaz e gozar da confiança das partes.